Miomectomia: quando é indicada a retirada cirúrgica de um mioma uterino

Miomectomia: quando é indicada a retirada cirúrgica de um mioma uterino

Miomectomia é a remoção cirúrgica de um mioma uterino. Por meio deste procedimento, o tumor benigno é retirado e o útero da paciente é preservado. “A manutenção do útero é importante sobretudo para pacientes que desejam engravidar no futuro”, afirma a Dra. Ivani Pires de Andrade Kehdi, ginecologista da Scope.

Miomas uterinos acometem mulheres em idade fértil. Sua retirada cirúrgica pode ser necessária em alguns casos, principalmente quando causa grande desconforto, como cólicas e sangramentos intensos, e quando altera o formato do útero e prejudica a fertilidade, dificultando o processo de implantação do embrião ou o desenvolvimento do feto. “Quando o tratamento medicamentoso não é eficiente para o controle dos sintomas, a cirurgia pode ser uma solução”, diz a Dra. Ivani.

A miomectomia por videolaparoscopia ou por cirurgia robótica é o método cirúrgico preferencial para os tumores localizados no meio da parede uterina (intramurais) ou fora dela (subserosos). Para a realização do procedimento, pequenas incisões são feitas na região abdominal da paciente. Por meio dos cortes são inseridos instrumentos cirúrgicos e uma microcâmera, que permitem ao cirurgião visualizar as estruturas internas e remover o mioma com segurança.

Para os miomas localizados na cavidade uterina (submucosos), por sua vez, a miomectomia é feita por videohisteroscopia cirúrgica. Nesta abordagem que dispensa cortes, o tumor é removido via canal vaginal com o auxílio de um histeroscópio, instrumento que possibilita ver e operar dentro da cavidade uterina.

Videohisteroscopia, videolaparoscopia e robótica são métodos minimamente invasivos, que causam menor risco de infecção e dor, em relação à cirurgia aberta, assim como menos desconforto no pós-operatório e rápido retorno da paciente às atividades cotidianas.

A decisão pela miomectomia leva em consideração vários fatores, como localização, tamanho e quantidade de miomas, gravidade dos sintomas, idade e estado de saúde da paciente, além de seu desejo reprodutivo. Vale lembrar que nem todo mioma precisa ser retirado cirurgicamente. Em muitos casos, o tratamento medicamentoso é suficiente para controle do tamanho e alívio dos sintomas. Quando são assintomáticos e sem crescimento rápido, necessitam apenas de acompanhamento médico.

Se você foi diagnosticada com um mioma uterino, tire suas dúvidas com um especialista. Na maioria dos casos, com o tratamento adequado é possível preservar o útero e as estruturas do sistema reprodutor feminino.

A Scope atua no diagnóstico e tratamento de patologias ginecológicas através de técnicas modernas e minimamente invasivas. Entre em contato e agende a sua consulta online ou pelo telefone (11) 3849-1818.

Open chat