Perimenopausa e Qualidade de Vida

perimenopausa scope gineco

Você anda sentindo calores repentinos? Acorda de madrugada suada, com calafrios e palpitações? Calma! Os fogachos e suores noturnos batem à porta de quase todas as mulheres que se aproximam da menopausa e, apesar do incômodo, apenas indicam que você está entrando numa outra fase da vida.

Por volta dos 40, 45 anos de idade, tem início o processo que encerra a fase reprodutiva feminina. Durante a chamada perimenopausa (“peri”, do grego, significa “em torno de”), a produção ovariana vai diminuindo e as variações hormonais geram ciclos menstruais irregulares. Como consequência, surgem ondas de calor repentinas, distúrbios no sono, ansiedade, fadiga, alterações de humor e diminuição da libido.

“Estes sintomas clássicos estão associados ao desequilíbrio na produção dos hormônios estrogênio e progesterona pelos ovários”, explica a Dra. Ivani Pires de Andrade Kehdi, ginecologista da Scope. “Os calores decorrem da diminuição do nível de estrogênio, que afeta a região do cérebro responsável por regular a temperatura do organismo”, completa.

Em maior ou menor intensidade, os desconfortos físicos e emocionais da perimenopausa ainda se prolongam por mais alguns anos depois da última menstruação. A boa notícia é que podem ser minimizados com alimentação equilibrada, prática de exercícios físicos e controle do stress. “Manter um estilo de vida saudável é fundamental para atravessar a perimenopausa com menos desconforto e mais qualidade de vida”, lembra a Dra. Ivani.

Nesta fase da vida, vale investir em atividades que relaxam e fortalecem a autoestima. Caminhadas e exercícios aeróbicos produzem sensação de bem-estar e regulam o metabolismo, melhorando a qualidade do sono e minimizando calores e alterações de humor. Para combater o sobrepeso e as gordurinhas que se acumulam na região abdominal, evite comidas gordurosas e aposte em alimentos ricos em fibras. Além disso, lembre-se de incluir leite, queijo e iogurte na dieta, que são fontes de cálcio e ajudam a prevenir a osteoporose.

Vale lembrar que você pode sim engravidar na perimenopausa. Apesar de a menstruação se tornar irregular neste período de transição, podendo não descer todos os meses, os ovários ainda não deixaram de funcionar totalmente. Na consulta com seu ginecologista, pergunte sobre métodos anticoncepcionais mais adequados e relate eventuais incômodos. Contar com apoio profissional faz toda a diferença na hora de lidar com os sintomas decorrentes da proximidade da menopausa.

A Scope atua no diagnóstico e tratamento de patologias ginecológicas através de técnicas modernas e minimamente invasivas. Entre em contato e agende a sua consulta: (11) 3849-1818 ou visite nosso site.

 

Share This Post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Leia também:

Uncategorized

Miomas Uterinos – Saiba sobre

Os Miomas Uterinos são tumores benignos e se parecem com um caroço (nódulo). Podem ser únicos ou múltiplos. Crescem por conta dos hormônios produzidos pelos

Endometriose Imagem SCOPE
Endometriose

Endometriose perguntas frequentes

O que é a doença? A endometriose é uma doença inflamatória provocada por células do endométrio que ao não serem expelidas, migram de volta ao

Endometriose

Endometriose: Sintomas e Tratamentos

A endometriose é uma condição inflamatória que afeta milhões de mulheres em todo o mundo. Ela ocorre quando células do endométrio, que normalmente deveriam ser